Integralidade deve variar nos Estados, diz Cunha Lima

O governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB), afirmou hoje, em Lisboa, que a integralidade das aposentadorias dos funcionários públicos vai variar de Estado para Estado. "Cada um terá regulamentação própria. Cada Estado vai ter o seu parâmetro, de acordo com sua realidade", disse nos Mosteiro dos Jerônimos, um monumento da capital portuguesa.Ele ressaltou que não serão todos os servidores que poderão contar com a integralidade. "A integralidade está sendo admitida, mas dentro de uma certa faixa, que já é protegida".Para conceder a integralidade, cada Estado fará suas contas e apresentará a seu Legislativo uma proposta de faixa de funcionários públicos a ser abrangida pela integralidade. "A nossa equipe econômica vai fazer as contas para que possamos fixar os nosso parâmetros. Estamos fazendo cálculos autuariais em relação à Previdência e em relação aos nossos gastos com pessoal".Ele afirmou que não sabe se os gastos com a integralidade serão superiores aos atuais: "Depende da largura dessa faixa".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.