Instituto vai lançar campanha contra febre reumática

Uma campanha de prevenção à febre reumática, doença que atinge principalmente crianças e jovens entre 5 e 15 anos e responde por 40% das cirurgias cardíacas realizadas no País, será lançada pelo Instituto Nacional de Cardiologia de Laranjeiras, em parceria com o Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Cardiologia. Segundo especialistas, a febre reumática poderia ser evitada com o uso do antibiótico Benzetacil, que custa R$ 2.Ainda não há data para o lançamento da campanha, anunciada nesta segunda-feira pela cardiologista Regina Xavier, nova diretora do instituto - referência no tratamento de problemas no coração.A iniciativa visa à orientação dos pais no sentido de tratar as doenças causadas pela bactéria estreptococo, que podem levar à febre reumática. Entre essas doenças estão a amidalite (inflamação das amídalas) e a piodermite (pus na pele).O Sistema Único de Saúde (SUS) gasta R$ 58 milhões por ano com o tratamento, quantia que poderia ser reduzida em até R$ 18 milhões caso a prevenção fosse eficaz, segundo o hospital. São estimados 18 mil novos casos anuais da doença no País."O tratamento é um dos mais caros por causa da cirurgia. Alguns pacientes têm de tomar remédios pelo resto da vida", disse Regina. "Precisamos diminuir a desinformação e levar as crianças ao posto médico desde o início, já que a prevenção é mais barata", defendeu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.