Instituto oferece apoio jurídico a ongs

Organizações não-governamentais podem contar a partir de agora com um time de advogados de renome para resolver questões jurídicas ou apenas receber aconselhamento.Foi lançado, nesta terça-feira, em São Paulo, o Instituto Pro Bono, que tem como objetivo auxiliar as organizações gratuitamente.O auxílio será dado por advogados voluntários, explica o presidente do instituto, o jurista Miguel Reale Júnior.A principal função do instituto é prestar serviço para as organizações. Mas não está descartada a possibilidade de a instituição defender pessoas físicas, desde que o caso tenha interesse público.Advogados vão oferecer serviços voluntários por meio de um banco de horas. Os profissionais também poderão emitir pareceres, prestar assessoria estratégica ou participar de programas de educação em escolas ou associações. Tudo será organizado pelo Pro Bono. Para não haver favorecimentos ou uso da instituição como promoção, voluntários terão de seguir regras específicas. O Instituto conta com o apoio da Fundação Ford e do Ilanud (Instituto Latino-Americano das Nações Unidas).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.