INSS entrará com mandado contra multas do Procon

O procurador-geral do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Aloizio de Lucena, vai protocolar hoje, na Justiça Federal em Brasília, um mandado de segurança contra a diretora-presidente do Procon do Distrito Federal, Maria Dagmar, que na semana passada mandou aplicar multas a dois postos do INSS por demorarem no atendimento a pessoas que aguardavam na fila. Uma lei vigente no Distrito Federal estabelece que uma pessoa não pode ser sujeita a esperar mais do que meia hora em fila de banco, INSS, hospitais e outros serviços públicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.