Inquérito vai apurar elo da CEF com Estevão

A Polícia Federal deve abrir novo inquérito sobre irregularidades na venda de imóveis em Goiânia, desta vez contra a Superintendência da Caixa Econômica Federal.O objetivo é verificar se há ligação entre a CEF e o senador cassado Luiz Estevão, que foi indiciado, acusado de vender imóveis dados como garantia de financiamento de outro imóvel. A PF enviou ofício à CEF, cobrando explicações. Nesta sexta-feira, Estevão garantiu que os prédios "foram quitados" com a CEF. "Não havia, portanto, qualquer impedimento à venda dos mesmos." A Caixa explicou em Brasília que o caso já tem 10 anos e, nesse período, enviou à PF todos os documentos pedidos. Também informou que entrou na Justiça para questionar operações realizadas por Estevão em Goiânia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.