Inocêncio: nada de "afilhados" no governo

O líder do PFL, deputado Inocêncio Oliveira (PE), defendeu, antes de se reunir com a bancada do PT, que o presidente da Câmara seja impedido de ocupar cargo no governo depois do seu mandato à frente da Casa. "Presidente da Câmara não pode ter cargos no governo", afirmou Inocêncio, numa clara referência às especulações de que o atual presidente, deputado Michel Temer (PMDB-SP), poderia vir a ocupar um ministério. Na avaliação do candidato do PFL à sucessão de Temer, mesmo durante o mandato, o presidente da Câmara não deveria, por uma questão ética, ter "afilhados" no governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.