Inocêncio insiste no discurso da autonomia

O líder do PFL na Câmara, Inocêncio Oliveira (PE), foi o último dos cinco candidatos à presidência da Câmara a discursar antes do início da eleição para o cargo. Ele insistiu no discurso de independência e autonomia do Congresso, afirmando que lutaria pela aprovação da proposta de emenda constitucional que restringe a edição de medidas provisórias (MPs). Disse que lutaria para que a Câmara não fosse apenas um centro de debates, mas sim um indutor do desenvolvimento nacional e formulador das políticas públicas para o País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.