Inocêncio diz que correção do IRPF deve ser aprovada

O líder do PFL na Câmara, Inocêncio Oliveira, disse no início desta tarde que a emenda que estabelece a correção em 20% na tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) já está pronta e será apresentada assim que o projeto sobre a correção da tabela entrar na pauta do plenário. Inocêncio disse que espera contar com a assinatura do PMDB para a apresentação da emenda. Ele avalia que a matéria possa entrar na pauta na terça-feira e que se o acordo for mantido ela deverá ser aprovada.O líder do PT na Câmara, Walter Pinheiro, disse que apóia a proposta, ressaltando que desde o início o partido vinha defendendo uma saída intermediária em relação a proposta anterior, de correção em 35,29%, e prometeu apresentar a nova emenda em conjunto com o PFL.RoseanaInocêncio disse ainda que a pesquisa do Ibope, que mostra o crescimento da candidatura da governadora do Maranhão, Roseana Sarney, à Presidência da República é um forte indicativo de que o lançamento oficial de seu nome para a sucessão do presidente Fernando Henrique é irreversível. "Se nas próximas duas pesquisas ela permanecer no segundo lugar, sua candidatura será mantida", disse Inocêncio Oliveira.Ao fazer uma análise sobre a pré-candidatura do ministro da Saúde, José Serra, o líder do PFL disse que o ministro está em campanha há sete anos, desde que foi titular do Ministério do Planejamento e apesar disso continua com 5% das intenções de voto. "Roseana é a única que pode derrotar o candidato petista Luiz Inácio Lula da Silva", disse Inocêncio. Ele avalia que se a tendência de crescimento da candidatura de Roseana Sarney se confirmar, o PFL vai conseguir aglutinar forças dos demais partidos da base governista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.