Inglaterra estuda usar chip em pedófilos

O governo britânico estuda a possibilidade de implantar um chip sob a pele dos acusados de pedofilia, informa o jornal The Observer. O dispositivo permitiria acompanhar os passos dos suspeitos 24 horas. A idéia foi duramente criticada por movimentos de defesa dos direitos humanos. Para o diretor da organização não-governamental Liberty, Hohn Wadham, "o rastreamento humano oferece uma visão aterrorizante do nosso futuro". A proposta dos chips foi feita pelo grupo Sobreviventes de Fênix, cujos filhos foram vítimas de abusos na região noroeste da Inglaterra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.