Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Infraero investirá R$ 120 milhões em novo terminal no Santos Dumont

A Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) anunciou nesta sexta-feira investimentos de R$ 120 milhões na construção de um novo terminal de passageiros no Aeroporto Santos Dumont e de R$ 10 milhões na ampliação do pátio por onde circulam as aeronaves. De acordo com o diretor de Engenharia da Infraero, Antônio Alvarez Justi, o edital de licitação das obras será publicado no dia 4 de setembro. A previsão é que a ampliação aumente a capacidade do aeroporto, hoje saturado, de 3,5 milhões de pessoas por ano - a previsão para 2002 é de 6 milhões, quase o dobro - para cerca de 10 milhões de passageiros.O novo terminal de embarque, de 29 mil metros quadrados, deverá ficar pronto em dois anos e meio e será construído numa área onde existe um estacionamento. Com as obras de ampliação, o espaço onde hoje funciona o terminal de passageiros será reformado e destinado exclusivamente para o desembarque. Segundo Justi, a construção vai repetir o projeto aquitetônico do prédio atual, que é tombado. Já a ampliação do pátio está prevista para julho de 2003, com a construção de nove pontes de embarque. De acordo com a Infraero, as obras devem gerar cerca de 3 mil empregos diretos e 3,5 mil indiretos. Os balcões de check-in passarão de 22 para 53. Uma das vantagens será a redução do tempo de espera das aeronaves e, conseqüentemente, das filas. Não haverá obras na pista de pouso."Estamos fazendo uma adequação à demanda de passageiros. Eles precisam ter uma condição de conforto melhor no Santos Dumont", disse Justi. Em São Paulo, o Aeroporto de Congonhas, já em obras, terá sua capacidade aumentada de 17 milhões de passageiros para 29 milhões de passageiros por ano. Segundo ele, a Infraero prevê investimentos de R$ 4 bilhões até 2006 nos 65 aeroportos sob sua administração.GaleãoA Associação dos Concessionários Aeroportuários do Rio divulgou nota em que se sugere a transferência de vôos regionais do Santos Dumont para o Aeroporto Internacional Tom Jobim - Galeão, que enfrenta "alto índice de ociosidade". Com capacidade para 15 milhões de passageiros, o aeroporto registrou 5,9 milhões em 2001, segundo a nota. A entidade não vê o investimento na ampliação do Santos Dumont como a melhor solução e acredita que a transferência de vôos resolveria problemas dos dois aeroportos."O Galeão e o Santos Dumont, que é um aeroporto central, têm características diferentes", disse o diretor. Segundo Justi, vôos para São Paulo, Brasília, Belo Horizonte e Vitória representam quase 100% do movimento do Santos Dumont. Ele explicou que o Departamento de Aviação Civil (DAC) está reavaliando a utilização dos aeroportos do País para eventual remanejamento de vôos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.