Infra-estrutura é "problemão do Brasil", diz Alckmin

O ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) disse nesta terça-feira, 27, Santos, na Baixada Santista, que as questões de infra-estrutura e logística são prioritárias e que esse é um "problemão do Brasil". "O apagão aéreo é a fase mais visível, mas na realidade esse apagão, essa deficiência de infra-estrutura e logística é geral. É estrada, portos, aeroportos, esse é um grande problema", apontou.Alckmin criticou a criação da Secretária Nacional dos Portos e argumentou que vai aumentar com os gastos públicos. "Criar secretaria para dar cargo para companheiro político, isso não. Se for para melhorar o sistema portuário, investir mais, tudo bem", disse o tucano, que também defendeu a descentralização da administração portuária. "Mais importante do que criar secretaria é a regionalização do porto, é trazer os estados e municípios como parceiros, sem excluir o governo federal".O ex-governador destacou a importância do porto e do comércio exterior para o desenvolvimento econômico do Brasil e para a geração de empregos. "Como a China está crescendo desse jeito? É economia exportadora. Cada um bilhão de dólares que exporta, é 60 a 80 mil empregos. O porto é uma alavanca dessa geração de emprego", disse Alckmin.Nesta manhã desta terça-feira, o tucano falou sobre "Qualidade de Vida - A Saúde no Mundo Moderno" no auditório da Universidade Metropolitana de Santos (Unimes). Às 19h, ele vai ministrar a palestra "Perspectivas do Comércio Exterior Brasileiro" na mesma universidade, onde dará aulas a partir de julho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.