'Inflação foi tratada como marolinha', diz líder tucano

Para Duarte Nogueira, a alta demonstra 'incompetência da equipe econômica em tratar de um assunto da maior gravidade'

Agência Estado,

06 de maio de 2011 | 12h38

BRASÍLIA - O líder do PSDB na Câmara, Duarte Nogueira (SP), afirmou nesta sexta-feira, 6, que o governo tratou o aumento da inflação como uma ''marolinha''. A afirmação de Nogueira foi feita por meio de nota, após o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgar que a inflação furou o teto da meta, de 6,5%, no acumulado dos últimos doze meses, sendo registrado em 6,51%. Para o tucano, a alta demonstra "a incompetência da equipe econômica em tratar de um assunto da maior gravidade".

Veja Também:

linkOposição culpa gastos do governo pela alta da inflação

"Até agora o governo tratou o aumento da inflação como uma marolinha, menosprezando o efeito corrosivo que ela tem sobre a renda do trabalhador e sobre os benefícios de quem é atendido pelos programas sociais. Quanto menor a renda, maior o impacto", disse o líder, em nota.

Para ele, o argumento usado pelo governo de que a inflação também é crescente em outros países não se sustenta. A avaliação do líder do PSDB é de que a "inflação de 6,5% no Brasil é muito mais perigosa do que em outros países porque aqui há indexação e memória inflacionária". Ele destacou ainda que o centro da meta, de 4,5%, já é alto.

Nogueira lembrou ainda que nesta semana o ministro da Fazenda, Guido Mantega, pediu a empresários que não remarquem os preços. "Esse é mais um sinal de que bateu o desespero no governo. Isso nos remete à época da hiperinflação, quando os ministros iam para a televisão pedir para que os empresários não segurassem os estoques. Já vimos este filme", diz a nota da liderança do PSDB.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.