Inflação atinge camisetas vendidas na manifestação em Ribeirão Preto

A inflação atinge também as camisetas vendidas na manifestação contra o governo e pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff em Ribeirão Preto (SP). As peças, vendidas no primeiro protesto, dia 15 de março, a R$ 10, agora são comercializadas por R$ 15, o que representa 50% de aumento em menos de um mês.

GUSTAVO PORTO, CORRESPONDENTE EM RIBEIRÃO PRETO, Estadão Conteúdo

12 Abril 2015 | 11h13

Segundos os organizadores, o reajuste ocorreu por conta da estrutura maior no protesto deste domingo (12), que conta com três trios elétricos, um a mais que o de março.

Apesar da estrutura maior, o número de manifestantes reunidos na Praça Carlos Gomes, local de concentração do protesto é bem menor que a primeira manifestação realizada, quando cerca de 20 mil pessoas estiveram presentes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.