Índios permanecem na sede da Funasa

Cerca de 300 indígenas ocupam desde o dia 8 a sede da Fundação Nacional do Índio (Funasa) em protesto por ações que consideram de descaso com a saúde de populações das etnias mura, cambeba, tariana e tauari. O prazo para desocupação do prédio venceu ontem. "Não sairemos daqui até que tudo o que pedimos seja atendido", disse o cacique Antônio Mura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.