Índios ocupam sede da Funasa no Amazonas

Cerca de 65 indígenas de 13 etnias invadiram nesta segunda-feira a sede da superintendência regional da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) em Manaus. De acordo com um dos líderes da ocupação, Denilson Baniwa, da etnia do mesmo nome, o principal motivo é o atraso na liberação de cerca de R$ 2,5 milhões para os nove Distritos Especiais de Saúde Indígena (Dsei) do Amazonas."A situação é calamitosa, queremos intervenção federal. Há aldeias onde as crianças estão doentes de simples diarréias e não têm como dar nem soro", disse Denilson. Segundo ele, a intenção não é a saída do administrador regional Francisco Aires, mas sim uma reforma na burocracia do repasse de verbas. Denilson afirmou ainda que, embora os indígenas estejam pintados como para a guerra, a ocupação é pacífica e sem data para terminar.De acordo com o superintendente da Funasa regional, Francisco Aires, há homens da Polícia Federal auxiliando na segurança do prédio. "O que não vamos permitir é bandalheira, vamos conversar e tomar atitudes cabíveis", afirmou. Segundo ele, não há atrasos em repasses "propositais, mas os definidos pela lei".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.