Índios mantêm vigília diante da Funasa

Prosseguia até ontem à noite o acampamento indígena montado diante da sede da coordenadoria regional da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), em São Paulo. Foi o terceiro dia de protesto contra a precaridade do atendimento médico nas aldeias do Estado. Os índios, que haviam invadido a sede na terça-feira, foram para a rua depois que a Funasa obteve na Justiça uma liminar de reintegração de posse. Ontem eles pediam doações de cobertores e de comida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.