Índios libertam funcionários da Vale

A Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) informou que foram libertados os quatro funcionários da mineradora que eram reféns de índios Guajajaras, no interior do Maranhão. Segundo a empresa, os trabalhadores foram soltos às 4h da manhã de hoje, e passam bem. A Vale esclarece que os reféns foram bem tratados pelos índios, mas que estes eram em torno de 200, armados com arco e flecha. No momento, os funcionários da Vale estão descansando na cidade de Alto Alegre do Pindará antes de retornar à capital São Luís.A mineradora informou ainda que a Estrada de Ferro de Carajás, que foi ocupada pelos índios no dia 7, já foi liberada. Segundo a Vale, os índios fizeram os funcionários reféns para forçar os presidentes da Fundação Nacional do Índio (Funai) e da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) a sentarem à mesa de negociação para atender suas reivindicações. Os Guajajaras não têm qualquer reivindicação em relação à CVRD, de acordo com a mineradora. As lideranças indígenas, na verdade, exigem a melhoria do atendimento de saúde promovido pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa), segundo a Vale.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.