Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Índios liberam rodovia no MA após cinco dias de protesto

Manifestantes obtiveram acordo sobre repasse de verba referente a custos com transporte escolar

Wilson Lima, especial para O Estado de S.Paulo,

12 de novembro de 2010 | 13h15

JENIPAPO DOS VIEIRAS (MA) - Os 200 índios Guajajara desobstruíram no final da manhã desta sexta-feira, 12, a BR-226 no povoado de Barreirinha, no município maranhense de Jenipapo dos Vieira, a 450 quilômetros de São Luis, que estava interditado desde domingo. Os índios da aldeia Canabrava reivindicavam o repasse de R$ 13 milhões referentes a custos com transporte escolar desde o início do ano.

 

Veja também:

link Força Nacional negociou liberação da BR-226

 

A liberação do quilômetro 342 da rodovia ocorreu após acordo firmado entre os manifestantes, a Polícia Federal (PF), a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Polícia Civil e a Polícia Militar (PM) do Maranhão. Cerca de 150 pessoas participaram da operação. Nas negociações, os indígenas tiveram a confirmação do governo do Estado de que R$ 3,5 milhões já foram pagos.

Os manifestantes também reivindicavam a liberação de quatro índios que foram presos no domingo após um conflito com o delegado regional de Barra Do Corda, Edmar Gomes. Entretanto, a comissão de negociação conseguiu convencer os indígenas a liberar a rodovia mesmo com a impossibilidade de relaxamento de prisão dos quatro.

Na próxima semana uma comissão dos Guajajara seguira até São Luis, para o seguimento das negociações. Nesta nova reunião devem ser retomados temas como o relaxamento da prisão dos quatro índios e melhorias na saúde indígena, entre outros pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
índiosprotestorodovialiberaçãoMA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.