Índios levam tiros e um morre em região próxima a Fortaleza

Quatro índios da tribo Tapeba foram baleados neste fim de semana no distrito de Capuã, em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza. Um deles, Francisco Antônio da Silva, morreu. Os autores dos disparos fugiram sem ser identificados. A Polícia Federal, que está investigando o caso, suspeita que o crime tenha relação com posse de terras. De acordo com testemunhas, os quatro índios - todos eles irmãos - estavam em um bar, a poucos metros de casa, quando dois homens apareceram, não disseram nada e, simplesmente, atiraram. Francisco levou dois tiros. Um no peito e outro na cabeça. Morreu na hora. Os outros três ficaram feridos. José Adriano está internado no Instituto Dr. José Frota (IJF), no Centro de Fortaleza. Ele levou um tiro na perna e fraturou o fêmur. Francisco José também foi baleado na perna e Daniel foi atingido no braço. Segundo integrantes dos Tapeba, esse não foi o primeiro crime na região. O professor indígena Ricardo Weibe Nascimento Costa diz que casos de violência são comuns e que nos últimos dez anos, 30 índios acabam assassinados no distrito de Capuã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.