Índios invadem sede da Funai contra extinção de postos

Dezenas de índios de diversas etnias entraram no prédio da sede da Fundação Nacional do Índio (Funai), em Brasília, e ocuparam um corredor. Eles protestam contra o decreto 7.056, que extingue postos administrativos da Funai no País.

AE, Agencia Estado

12 de janeiro de 2010 | 19h39

Os líderes da manifestação querem uma audiência com o ministro da Justiça, Tarso Genro, para pedir a demissão do presidente da Funai, Márcio Meira. No corredor, os índios armaram várias barracas.

Hoje, um grupo de 60 indígenas também invadiu a sede da Funai em Curitiba e bloqueou um trecho entre os quilômetros 450 e 461 da BR-373, na região de Chopinzinho, entre Guarapuava e Pato Branco, no sudoeste do Paraná.

Os índios reclamam do fato de não terem sido consultados antes da extinção das sedes administrativas e rejeitaram a proposta de formar uma comissão para conversar com Meira.

Tudo o que sabemos sobre:
Funaiíndiosinvasãosede

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.