Índios invadem fazenda e trocam tiros com seguranças

Os índios que invadiram segunda-feira a fazenda Porto Belo, com quase mil hectares, em Dourados, no Mato Grosso do Sul, trocaram tiros hoje com 11 seguranças do proprietários do imóvel, Esmalte Chaves. No tiroteio, o índio identificado por Cambaê, de 19 anos, foi ferido na perna esquerda.Segundo o cacique Carlito Oliveira, que lidera a invasão, nas últimas 12 horas de ocupação aconteceram várias ameaças de morte por parte dos "jagunços". "Os homens contratados pelos fazendeiros, passaram a disparar contra o grupo e alguns disseram que eram da polícia", disse. A Polícia Federal e a Funai estão seguindo para a região.O advogado Florisvaldo Souza Silva pediu que a Justiça Federal notifique o governador José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, para que decrete estado de defesa no extremo sul, divisa com o Paraguai. Ele avalia que o conflito envolvendo índios e fazendeiros pode ganhar proporções de guerrilha armada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.