Índios invadem fazenda de ex-governador do MS no Pantanal

São mais de 500 sem-terra no local; eles alegam que terra de Pedro Pedrossiam são 'indígenas'

João Naves, de O Estado de S.Paulo

25 de agosto de 2008 | 18h08

Índios da etnia terenas juntaram forças com o índios paraguaios, bolivianos e invadiram nesta segunda-feira, 25, a fazenda do ex-governador de Mato Grosso do Sul, Pedro Pedrossiam, em Miranda, no Pantanal. "Foi muito mais que um ato de vandalismo", afirmou o ex-governador acrescentando que os invasores armaram barracas em 35 hectares da propriedade rural, dizendo ser "terras indígenas". O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do sul, Ademar Silva Júnior, disse a entidade vem alertando há tempos sobre os confrontos em potencial.  "Só que chegará num ponto em que não teremos mais o controle, porque a classe produtora rural está disposta a reagir com veemência". Entre sábado e domingo últimos, sem-terra do MST vindos de diversos municípios, armaram 150 barracas de lona plásticas há 40 quilômetros do centro de Campo Grande, mas ninguém sabe ainda o que pretendem. São mais de 500 sem-terra no local.

Tudo o que sabemos sobre:
ÍndiosinvasãoPantanal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.