Índios fazem defesa de estatuto

Pintados em trajes de guerra e carregando arcos, flechas e bordunas, cerca de 500 índios, representando 80 povos de todo o País, realizam esta manhã, na Esplanda dos Ministérios, uma passeata em defesa da aprovação de um novo estatuto do índio. Desde domingo, eles estão reunidos na capital para definir uma proposta alternativa de estatuto que será entregue, ainda hoje, ao presidente da Câmara, Aécio Neves (PSDB-MG).Segundo o secretário do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), Roberto Liebgott, a situação dos povos indígena, hoje, no Brasil, "é lamentável e deplorável". Ele disse ainda que, das 741 áreas indígenas identificadas no País, apenas 222 estão com processo de demarcação definido. Segundo dados do CIMI, o País tem hoje 355 índios vivendo em aldeias e 192 mil em periferias de cidades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.