Índios comemoram voto da maioria pela demarcação contínua

STF não dará a sentença final sobre a Raposa nesta quarta, devido ao pedido de vista do ministro Marco Aurélio

Agência Brasil,

10 de dezembro de 2008 | 18h05

Índios ligados ao Conselho Indígena de Roraima (CIR) já comemoram na Vila Surumu uma possível decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) pela manutenção da demarcação da terra indígena Raposa Serra do Sol em faixa contínua, mesmo com a perspectiva de um pedido de vista do ministro Marco Aurélio Mello.   Veja também: Leia a íntegra do voto do ministro Menezes Direito Blog da Raposa - acompanhe o julgamento no STF  A disputa pela Raposa Serra do Sol  Decisão da Raposa servirá a outros casos, diz Mendes Decisão do STF sobre Raposa afetará outras áreas, diz Funai Entenda a sessão do STF e veja como votaram os ministros em outras questões  Leia a íntegra do voto do relator, a favor da demarcação contínua    Com as boas notícias vindas de Brasília, os índios cantam e dançam sem parar, animados pelo tuxaua (cacique) da comunidade São Bento, Dionísio Tobias. Ao microfone, ele brada: "Estamos vencendo, nossa luta continua até o último índio, até a última vaca", em uma alusão aos animais que são mortos para alimentar os indígenas em seus festejos.   Quem roubou a cena na Vila foi a pequena índia Kelly Kawono'ba, de 6 anos, por uma frase pintada em suas costas: "obrigado, meu Deus, pelo voto do ministro". Segundo a mãe da pequena índia, o nome dela significa estrela.   O sexto voto favorável à manutenção da demarcação em faixa contínua foi anunciado, com entusiasmo, ao microfone e seguido por muitos aplausos pelos índios, que cantam e dançam na quadra da comunidade do Barro.

Tudo o que sabemos sobre:
Raposa Serra do SolSTFíndios

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.