Índios cercam cidade com arame farpado

Os índios da reserva São Marcos, no norte de Roraima, estão colocando uma cerca de arame na divisa do perímetro urbano de Pacaraima (a 200 quilômetros de Boa Vista), na fronteira com a Venezuela, para impedir o acesso de quem viaja constantemente de Boa Vista para o país vizinho, em mais um incidente dos indígenas do Estado com o homem branco.Desde a demarcação da reserva, na década de 90, os índios vêm fazendo de tudo para afastar definitivamente quem consideram invasor de suas terras. Pacaraima fica no meio da reserva e várias entidades que representam os povos indígenas lutam para que haja a revogação do município.Por enquanto, não há posição oficial do prefeito, Hiperion Oliveira (PFL), sobre o assunto, já que ele viajou. Os índios, segundo as autoridades, estariam dando demonstração de força e unidade, principalmente porque a Justiça não acatou liminar impetrada pelo Estado que contesta a demarcação em área contínua de outra reserva, a Raposa Serra do Sol.O general Claudimar Nunes, comandante da 1ª Brigada de Infantaria de Selva, disse que a atitude dos índios de cercar a cidade é contra a lei. O militar afirmou também que a União tem o direito de manter seu domínio na fronteira, salientando que soberania nacional se garante com a povoação das cidades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.