Índios bloqueiam ferrovia da Vale no Maranhão

Cerca de 50 índios da etnia guajajara invadiram e bloquearam, nesta manhã, a Estrada de Ferro Carajás, na atura do quilômetro 289, em Alto Alegre do Pindaré, no Maranhão.

PRISCILA TRINDADE, Agencia Estado

22 Fevereiro 2010 | 15h52

A empresa Vale, responsável pela ferrovia, informou que as operações foram paralisadas. A viagem de trem de passageiros que saiu de São Luís será interrompido na estação de Santa Inês. Os passageiros serão transportados de volta a São Luís.

Os motivos do protesto ainda não foram divulgados. Em nota, a Vale afirma que "continua cumprindo rigorosamente o acordo de cooperação - termo em vigência 2007-2016 - com a Fundação Nacional do Índio (Funai), órgão representativo dos povos indígenas do País".

A Estrada de Ferro Carajás foi construída em 1982 para o transporte de minério de ferro e manganês no Pará, até o Terminal Marítimo de Ponta da Madeira, em São Luís, no Maranhão. O trem de passageiros realizou a primeira viagem quatro anos após a construção da estrada. A ferrovia tem 892 quilômetros em linha única.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.