Índio morto em Roraima foi executado

O Instituto de Medicina Legal do Distrito Federal concluiu que o índio Macuxi Aldo da Silva Mota foi executado. Aldo foi encontrado morto no dia 9 de janeiro na fazenda Retiro, próxima a uma das aldeias da área Raposo Serra do Sol, em Roraima. O laudo do laboratório de Antropologia Forense do IML do DF, entregue ao ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, apurou que a morte foi causada por projétil de arma de fogo, de cima para baixo e que no momento da produção das lesões a vítima estava com os dois braços levantados. A causa da morte foi hemorragia interna por traumatismo toráxico transfixiante.Segundo a Agência Brasil, o ministro lamentou profundamente que as desconfianças (de execução) tenham sido confirmadas. A Polícia Federal está autorizada a apurar o caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.