Índícios apontam para novo surto de ebola na África

A ONU alerta que há a suspeita de uma nova epidemia de ebola tenha atingido a África. Desde o início da semana, 16 pessoas já morreram no norte do Congo e tudo indica que o motivo seja afebre hemorrágica causada pelo vírus da ebola. Nesta sexta-feira, a Organização Mundial da Saúde (OMS) enviou uma equipe de cientistas e médicos para avaliarem se as mortes foram de fato causadas pelo ebola. O Gabão, que faz fronteira com o Congo, também enviou uma equipe para avaliar o perigo da epidemia se espalhar para outros territórios. "Temos de fazer análises, mas a informação que recebemos nos indica que, de fato, seja o vírus do ebola o causador das mortes", afirma uma porta-voz da OMS, que lembra que outras 11 pessoas estão com suspeitas de terem sido contagiadas nos últimos dias. Segundo o relato da entidade, o vírus foi contraído por meio da carne de gorila, alimento tradicional no norte do Congo. A última vez que a ONU detectou uma epidemia de ebola, em fevereiro de 2002, cerca de 90 pessoas no Congo e no Gabão foram vítimas do vírus. Na ocasião, os médicos da OMS isolaram os locais onde as pessoas contagiadas teriam circulado. Desta vez, porém, as informações são de que pessoas de pelo menos duas cidades, Bomo e Icumbi, foram expostas ao vírus. "Caso fique confirmado que seja uma epidemia, o trabalho de prevenção será bastante complexo", completou a porta-voz da OMS.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.