Indiciada ex-servidora acusada de fraudar selos no RS

A Polícia Federal (PF) indiciou hoje uma ex-servidora da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, acusada de participar do esquema de desvio de selos na Casa. Em depoimento à PF, ela teria confirmado a compra de selos postais de um servidor apontado como responsável pela fraude. Na casa dela, foram encontrados 540 selos. A presa responderá pelo crime de peculato, cuja pena prevê reclusão de 2 a 12 anos e multa.Hoje, a polícia ouviu mais três pessoas sobre o caso e o judiciário autorizou a transferência de um servidor da Assembléia preso. Ele será levado da PF para o Instituto Psiquiátrico Forense.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.