Indicado para Agricultura defende plantio de transgênicos

Amigo do governador do Paraná, Roberto Requião (PMDB), o deputado federal Odílio Balbinotti (PMDB-PR) teve seu apoio quando da indicação para o cargo de ministro da Agricultura. Mas a aliança pode sofrer abalos. O ministro indicado é favorável ao plantio de organismos geneticamente modificados, particularmente a soja. Requião é visceralmente contra e não perde a oportunidade de criticar quem pensa o contrário. Quando Roberto Rodrigues chefiava a pasta e fazia a mesma defesa que Balbinotti agora expressa, o governo do Paraná chegou a entrar com representação na Procuradoria-Geral da República contra o ministro. E não foram poucas as vezes em que o governador afirmou que Rodrigues estava no ministério a serviço da multinacional Monsanto. Na quinta-feira, 15, em solenidade no interior do Estado, Requião reafirmou que o Paraná e o País ganham com a indicação de Balbinotti, que coordenou a campanha dele no interior paranaense. "Eu e o Pessuti (Orlando Pessuti, vice-governador e ex-secretário da Agricultura) sabemos o que é ter um inimigo no Ministério da Agricultura, dizendo que o Paraná tinha febre aftosa apenas para beneficiar grandes frigoríficos, quebrar contratos e manter a lucratividade dos negócios", criticou. O presidente da Federação da Agricultura do Paraná (Faep), Ágide Meneguette, espera que a amizade entre Requião e Balbinotti leve o governador a "refletir melhor" sobre os transgênicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.