Indicações feitas pelo GEA serão avaliadas, diz Alckmin

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou na noite desta segunda-feira, 09, que as indicações feitas pelo Grupo Externo de Acompanhamento (GEA), serão avaliadas. "Vou ler (as orientações) com toda atenção. O grupo que nós constituímos tem pessoas da mais alta respeitabilidade, com compromisso com a sociedade e a ética" disse Alckmin, após evento no Palácio dos Bandeirantes que homenageou empresários brasileiros.

CARLA ARAÚJO, Agência Estado

09 Dezembro 2013 | 23h25

O GEA, criado pelo governador para acompanhar as investigações sobre cartel em licitações do sistema de trens e metrô de São Paulo, afirmou haver "sérias vulnerabilidade" nas licitações conduzidas pelo Metrô e pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). "0 grupo tem total liberdade de apontar caminhos", reforçou o governador. A comissão é composta por 12 entidades da sociedade civil, entre elas a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a Escola Politécnica da USP, o Instituto Ethos e o Transparência Brasil.

Mais conteúdo sobre:
Alckmin GEA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.