Indicação de Toffoli para STF deve sair nesta quinta-feira

Presidente Lula já assinou a indicação do advogado-geral da União, José Antonio Dias Toffoli, para o cargo

Felipe Recondo e Leonencio Nossa, da Agência Estado,

17 de setembro de 2009 | 11h52

Fontes do governo informaram nesta quinta-feira, 17, que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva já assinou a indicação do advogado-geral da União, José Antonio Dias Toffoli, para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). O documento ter que ser encaminhado ao Senado, para confirmação da indicação.

 

Veja Também

linkGilmar Mendes afirma que Toffoli é 'qualificado' para STF

linkTarso Genro defende indicação de Toffoli para vaga no STF

linkLula decide indicar Toffoli para STF

linkEle é um dos mais jovens escolhidos para a corte

linkTrajetória do advogado é ligada a Dirceu e ao PT

linkIndicação pode refletir no julgamento do caso Battisti

 

Também será oficializada nesta quinta-feira a indicação do ministro das Relações Institucionais, José Mucio Monteiro, para ocupar o cargo de ministro do Tribunal de Contas da União (TCU). O presidente já assinou as duas indicações.

 

A expectativa é de que Lula anuncie as mudanças ainda nesta quinta-feira. Toffoli, que não despacha no Centro Cultural Banco do Brasil, esteve no local, onde fica o gabinete do presidente.

 

Toffoli será indicado pelo presidente Lula para a vaga aberta no STF com a morte, no início do mês, do ministro Carlos Alberto Menezes Direito.

 

O convite foi oficializado na quarta-feira, durante audiência de Toffoli com Lula, mas não foi oficializada. Se aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e depois pelo plenário do Senado, Toffoli será o oitavo ministro indicado pelo presidente para o STF. Na composição atual, será o sétimo levado ao tribunal por decisão de Lula.

 

O governo cogita agora indicar o atual procurador-geral do Banco Central, Francisco José de Siqueira, para o comando da Advocacia-Geral da União. O assunto foi tratado em reunião no CCBB, com a presença do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles.

 

O governo Múcio deverá ser substituído interinamente por Alexandre Padilha, que até atualmente é de Assuntos Federativos da Secretaria de Relações Institucionais

 

Texto atualizado às 16h15 para acréscimo de informações. 

Tudo o que sabemos sobre:
ToffoliSTFLulaindicação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.