Índia achada morta junto a consulado da Colômbia

A delegacia de São Gabriel da Cachoeira, a 858 quilômetros de Manaus, investiga o estupro e morte de Marina Macedo, de 20 anos, índia da etnia baniva, no dia 7. Ela foi estrangulada, estuprada e jogada seminua em frente ao prédio onde trabalhava como doméstica e morava, o consulado da Colômbia. O corpo foi encontrado pelo cônsul Matias Vasquez Gonzalez, por volta das 6h35 daquele domingo. À polícia, disse que saía para caminhar quando viu o cadáver.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.