Incra confirma desapropriação de fazenda invadida pelo MST

O Incra confirmou nesta quarta-feira, 21, a desapropriação da Fazenda Cachoeira, em Itapura, na Alta Paulista, invadida na última segunda-feira por integrantes do Movimento dos Sem-Terra (MST) e de sindicatos ligados à Central Única dos Trabalhadores (CUT). De acordo com a superintendência regional em São Paulo, foram depositados Títulos da Dívida Agrária (TDA) equivalentes a R$ 7,1 milhões pelos 992 hectares da propriedade. O Instituto aguarda a imissão de posse da Justiça - decisão para conceder a posse da terra - para assentar 62 famílias nas terras. Apesar disso, a área invadida foi desocupada ontem pelos sem-terra. O Incra informou que o convênio para reversão de terras públicas firmado com o Instituto de Terras do Estado de São Paulo (Itesp) em 2003 continua em vigor. Segundo o órgão, foram repassados R$ 29,4 milhões para o pagamento dos acordos judiciais visando à reversão das áreas. Embora o Orçamento deste ano ainda não tenha sido definido, não existe, segundo o Incra, nenhuma proposta de acordo encaminhada pelo Itesp para que sejam liberados recursos federais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.