Incra aponta incosistências em lista de acampados que recebem cestas básicas

Trezentos integrantes de movimentos de luta pela terra ocuparam a sede da Conab em Bauru (SP) para protestar contra a não entrega das cestas

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

15 de janeiro de 2013 | 21h17

A distribuição de cestas básicas às famílias acampadas à espera de lotes da reforma agrária no Estado de São Paulo foi suspensa por terem sido encontradas inconsistências nas listas apresentadas pelos representantes dos acampados, informou nesta terça-feira, 15, a superintendência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em São Paulo. Durante todo o dia, 300 integrantes de movimentos de luta pela terra ocuparam a sede da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em Bauru, para protestar contra a não entrega das cestas.

A Conab é o órgão responsável pela distribuição, mas a entrega segue cronograma definido pelo órgão da reforma agrária. De acordo com o Incra-SP, em novembro de 2012, o órgão iniciou uma série de ajustes com o objetivo de aprimorar o controle na entrega das cestas. O programa de distribuição de cestas de alimentos beneficia atualmente cerca de 115 mil famílias acampadas no País. Em São Paulo, segundo o órgão, já foram entregues 1,4 mil cestas a famílias que estavam com o cadastro correto. O Incra informou que a autarquia está em diálogo com os movimentos sociais para resolver a situação.

Tudo o que sabemos sobre:
sem-terraprotestoBauruamplia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.