Incor divulga nota sobre Paulo Renato

A Assessoria de Imprensa do Instituto do Coração (Incor), no Complexo do Hospital das Clínicas, divulgou nota sobre o ministro da Educação, Paulo Renato Costa Souza, de 56 anos, que se internou hoje de manhã e passou por um exame. Segundo o boletim médico, o ministro Paulo Renato internou-se hoje, às 10 horas, no Incor, para realizar um cateterismo cardíaco. O exame ocorreu entre 11 horas e meio-dia e foi realizado pelos médicos Antônio Esteves Filho e Eulógio Martinez. O cateterismo avaliou as condições circulatórias das artérias do coração do paciente. De acordo com a assessoria, o exame foi programado segundo a disponibilidade da agenda do ministro. A indicação médica do cateterismo ocorreu há cerca de duas semanas, quando Paulo Renato foi submetido a exames de avaliação cardiológica periódica. No momento, o paciente encontra-se no quarto, em bom estado clínico, conversando e acompanhado por familiares. Sua alta hospitalar deverá ocorrer amanhã, após um período de repouso no hospital, que, por orientação médica, será complementado por repouso domiciliar.O ministro Paulo Renato - que também está sendo assistido pelo cardiologista Whady Hueb - foi submetido a uma cirurgia de revascularização do miocárdio em 1995, quando foram implantadas três pontes de safena e duas de mamária. O ministro vem realizando avaliações no Incor a cada semestre. O exame de hoje indicou que não há problemas nas pontes implantadas. O cateterismo cardíaco é realizado com a introdução de um catéter em artéria na região da virilha ou braço que, indo diretamente ao coração, propicia um estudo radiológico com contraste, capaz de indicar a existência de obstruções de artérias e a condição de vascularização (irrigação) do coração. Como a internação do ministro foi programada, não serão divulgadas novas informações médicas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.