Incêndio no TRT-RJ queimou mais de 11 mil processos

O incêndio que atingiu quatro andares da ala norte do prédio onde funciona o Tribunal Regional do Trabalho do Estado do Rio de Janeiro, em fevereiro, destruiu exatos 11.040 processos que estavam em 28 gabinetes de juízes. A informação foi repassada ao Corregedor-Geral da Justiça do Trabalho, ministro Ronaldo Lopes Leal, pela juíza Dóris Castro Neves, Corregedora da Justiça do Trabalho no Rio de Janeiro, que trabalhou no levantamento. A Quinta Turma do TRT-RJ teve o maior número de processos incinerados: 2.745. A menor perda foi registrada na Oitava Turma, onde foram destruídos 283 processos. O corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Ronaldo Lopes Leal, estimou que um universo de 100 mil pessoas foram prejudicadas pelo incêndio. Juízes, advogados e as partes dos 11.040 processos destruídos no incêndio ?vivem uma situação dramática?, relatou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.