Incêndio destrói cerca de 10% de parque no Tocantins

Chamas já foram controladas; incêncio que começou em 9 de julho poderia ter sido causado por fogueira

AE

20 Julho 2010 | 10h27

As chamas que destruíram cerca de 10% do Parque Nacional do Araguaia, no Tocantins, nas duas últimas semanas, já foram controladas, segundo informações do Instituto Chico Mendes, responsável pela área de preservação.

 

O incêndio teve início no dia 9 julho, no município de Puim, atingindo 56 mil hectares e foi controlado neste fim de semana, com a ajuda de aeronaves de pequeno porte. Participaram do controle do fogo 14 brigadistas, para fazer o combate terrestre ao incêndio, dois servidores do parque e a equipe do combate aéreo.

 

Segundo o Instituto, nesta terça-feira, 20, foram detectados dois novos focos de incêndio, mas ainda não há informações se seria um novo incêndio ou se seria parte do fogo iniciado anteriormente.

 

O parque fica ao norte da Ilha do Bananal, entre os Rios Araguaia e Javaés, e tem uma área total de 562 mil hectares, de acordo com o Instituto, que ainda não tem informações sobre o que teria causado o incêndio.

 

Uma provável causa seria uma fogueira feita por pescadores que entram ilegalmente na reserva. Ainda não foi realizada uma perícia para apurar as causas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.