Inaugurado em Uberaba mausoléu de Chico Xavier

Amigos do médium Francisco Candido Xavier (Chico Xavier) inauguraram em Uberaba, no Triângulo Mineiro, um mausoléu em sua homenagem. A cerimônia, que durou cerca de 40 minutos, contou com aproximadamente 200 pessoas. Chico Xavier morreu em 30 de junho deste ano, em Uberaba, aos 92 anos.Construído por iniciativa do empresário paulista Osvaldo de Godoy Bueno, de 63 anos, que preside o Instituto de Divulgação e Editora André Luiz (Ideal) e do Grupo Ideal Espírita André Luiz de São Paulo, o mausoléu foi uma das tentativas de atender um pedido de Chico Xavier: que seu corpo não fosse mais tocado após sua morte.O mausoléu é todo revestido de vidro blindado, capaz de suportar tiros de fuzil AR-15. Durante toda a sua vida, Chico falava no receio de que "roubassem" seu corpo para pesquisar seu cérebro. Ele sempre dizia: "Minha vida dediquei à minha mediunidade, à minha família, aos meus amigos, ao povo. A minha morte me pertence, meu corpo deve voltar para a mãe-terra e não deve ser tocado".O filho adotivo de Chico Xavier, Eurípedes Humberto, disse que "várias pessoas do Brasil e do exterior procuraram o Chico antes de sua morte propondo uma permissão para esse estudo. Mas o Chico sempre foi contra e vamos respeitar sua vontade", contou.O custo do mausoléu não foi divulgado. Estima-se que tenha ficado em torno de R$ 60 mil. Dentro, foi colocada uma imagem de Nossa Senhora. Do lado de fora, um busto com a imagem de Chico Xavier, além de uma réplica da mão do médium segurando um lápis, simbolizando uma psicografia.Tudo feito em bronze e em local de fácil acesso para que os fiéis possam tocá-la. Abaixo da mão, uma caixa de mensagens para que sejam deixados recados e pedidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.