Imprensa é impedida de cobrir palestra de Lula na UFABC

Será a primeira aparição em evento público do ex-presidente após a onda de protestos iniciada em junho

Gustavo Porto, Agência Estado

18 de julho de 2013 | 15h27

Na primeira aparição em evento público do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva após a onda de protestos iniciada em junho, cerca de 30 jornalistas foram mantidos do lado de fora do auditório da Universidade Federal do ABC (UFABC), em São Bernardo, onde ele dará uma palestra na tarde desta quinta-feira, 18.  

Até o momento, foi liberada a entrada apenas de repórteres de imagem. Jornalistas de outras mídias, impresso, online e rádio, foram credenciados para o evento, mas ao chegarem foram informados de que deveriam acompanhar o evento por meio de um telão aberto ao público em geral, do lado de fora do auditório.

De acordo com a assessoria do ex-presidente, a orientação aos jornalistas partiu da organização da "Conferência Nacional 2003 - 2013: Uma Nova Política externa". No entanto, a assessoria da UFABC, que organiza a conferência, diz que a orientação de impedir a entrada de jornalistas partiu da equipe de Lula. O ciclo de palestra da Universidade teve início no dia 15 e em nenhuma ocasião foi vedada a cobertura da imprensa.

Tudo o que sabemos sobre:
LulaUniversidade Federal do ABCUFABC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.