Impasse sobre votação atrasa julgamento de Renan

Marcada para as 10 horas, a sessão de hoje do Conselho de Ética do Senado, convocada para a votação de um relatório sobre o processo em que o presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), é acusado de pagar despesas pessoais com dinheiro de um lobista de uma empreiteira, está atrasada. Aliados de Calheiros manobram no sentido de convencer os senadores do Conselho de que a votação do relatório deve ser secreta, enquanto os oposicionistas tentam aprovar o voto aberto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.