Impasse sobre Código Florestal continua, diz ministro

O ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, e o líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), participam nesta terça-feira do almoço semanal com deputados e senadores da Frente Parlamentar da Agricultura (FPA). O principal assunto da pauta é o impasse entre governo e ruralistas sobre a proposta do relator do Código Florestal, Paulo Piau (PMDB-MG), de eliminar a exigência de faixas mínimas de recuperação das áreas de preservação permanente.

VENILSON FERREIRA, Agência Estado

24 de abril de 2012 | 13h07

Mendes Ribeiro disse nesta terça-feira, ao chegar ao prédio do Ministério da Agricultura, que o impasse ainda não havia sido superado na reunião que participou pela manhã com os líderes da base governista na Câmara dos Deputados, junto com os ministros da Relações Institucionais, Ideli Salvatti; Meio Ambiente, Isabela Teixeira, e Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, além do deputado Arlindo Chinaglia.

Segundo fontes, a reunião em busca de acordo ainda prossegue no Palácio do Planalto. O deputado Luis Carlos Heinze (PMDB-RS) afirmou que os deputados da base governista que mais entendem da questão do Código Florestal foram excluídos da reunião, que ficou restrita aos líderes.

Heinze disse ainda que tem esperança de que o relatório seja colocado em votação ainda nesta terça-feira na Câmara dos Deputados e disse que a bancada mantém a posição de não fixar no Código Florestal limites para recuperação da vegetação às margens de rios, deixando a tarefa sob responsabilidade dos Estados. O texto aprovado pelo Senado estabelece faixas mínimas de recuperação da vegetação entre 15 metros e 100 metros, dependendo da largura dos rios.

Tudo o que sabemos sobre:
Código Florestalvotação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.