Imagens não ajudam a identificar assassino

As imagens da câmera de segurança de um centro comercial não revelaram a identidade do assassino do vereador Alberto Salles (PSC), executado na terça-feira na Avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio). O vídeo revela apenas o vulto do matador e muito distante. Em seguida a câmera registra o pânico de outros motoristas tentando fugir do local. Os policiais ainda tentam aproximar a imagem sem comprometer o foco para obter um melhor resultado. A polícia vai ouvir parentes e colegas do vereador na próxima semana. A tese de que o crime foi vingança de traficantes perdeu força.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.