Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

Imagens mostram ex-secretário de Cabral em suposta tentativa de destruir provas

Sérgio Côrtes aparece em vídeo verificando celular para logo sair correndo com mochila, que foi apreendida

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

22 de junho de 2017 | 21h58

RIO - Preso desde 11 de abril pela Polícia Federal e acusado de corrupção, lavagem de dinheiro, organização criminosa e tentativa de obstrução da Justiça, o ex-secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro Sérgio Côrtes foi avisado de sua prisão horas antes de ser preso e tentou destruir ou ocultar provas, afirma desde maio o Ministério Público Federal. Por isso, Côrtes foi denunciado em maio por tentativa de obstrução da Justiça. Nesta quinta-feira, 22, a TV Globo divulgou imagens que mostram Côrtes recebendo um suposto aviso sobre a prisão e sua possível tentativa de destruir ou ocultar provas.

Em gravação de uma câmera de vigilância, o ex-secretário de Saúde aparece nu, em sua casa, olhando para o próprio celular. Ele supostamente lia uma mensagem. Em seguida corre para pegar uma mochila onde, segundo o MPF, estariam guardados documentos comprometedores para Côrtes.

A suposta tentativa, no entanto, foi malsucedida. Agentes da Polícia Federal, do Ministério Público Federal e da Receita Federal apreenderam o conteúdo da mochila, que não foi detalhado.

As imagens, exibidas pelo noticioso “RJTV 2ª Edição”, também mostram o ex-secretário recebendo seu advogado, na noite anterior à prisão.

Preso na Operação “Fratura Exposta”, Côrtes é acusado de integrar uma quadrilha que fraudava licitações e cobrava propina para empresas fecharem contratos com o governo do Estado do Rio. Consultada nesta quinta-feira pela reportagem, a assessoria do ex-secretário não quis se manifestar sobre as imagens exibidas pela TV Globo.

Mais conteúdo sobre:
Ministério Público Federal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.