Imagens de índios isolados são divulgadas pela segunda vez

Sobrevoo das áreas é feito para proteção do território nacional

Roldão Arruda, de O Estado de S. Paulo

31 de janeiro de 2011 | 20h29

Essa é a segunda vez que o serviço do proteção dos índios não contatados, ligado à Funai, divulga imagens aéreas desses grupos. Na primeira vez, em 2008, o mundo se surpreendeu com a imagem de um índio que fazia pontaria com seu arco e flecha para o avião no qual o indigenista voava, como se pretendesse abater uma ave. Nas fotos de agora aparecem mais detalhes do cotidiano indígena, como uma cesta de mamão papaia e corpos pintados de urucum.

 

Veja também:

link ONG divulga fotos inéditas de índios isolados no Brasil

linkTensão entre índios na fronteira do Brasil com o Peru é cada vez maior, diz indigenista

 

As fotos divulgadas foram feitas em abril do ano passado, quando um grupo de reportagem de TV, da BBC de Londres, esteve na região. A bordo de um helicóptero, eles acompanharam o sertanista José Meirelles, que então chefiava a Frente de Proteção Etnoambiental do Alto Envira, na fronteira do Brasil com o Peru, em uma de suas viagens de inspeção da área.

 

Segundo Meirelles essas viagens destinam-se à proteção do território, para verificar se não está sendo invadido. As ameaças, de acordo com suas explicações, vêm sobretudo de grupos de madeireiros, traficantes e garimpeiros.

 

O fato de se avançar com uma aeronave pelo território dos não contatados não constitui uma ameaça à cultura indígena, segundo a Funai. Os índios estariam acostumados com a visão de aeronaves cruzando o espaço aéreo da região: de aeronaves comerciais a pequenos aviões carregando missionários, funcionários da Funai, garimpeiros.

 

Foi José Meirelles quem decidiu, com o apoio da Funai, passar as fotos feitas naquela ocasião para a Survival International, ONG que se dedica à proteção dos poucos grupos de povos isolados que ainda existem no planeta. Elas foram usadas para o lançamento da campanha que se destina sobretudo a chamar a atenção das autoridades do Peru para o risco de genocídio que existe naquela região da Amazônia.

 

O link para as pessoas que quiserem participar da campanha, escrevendo diretamente para o governo peruano, ou endossando um abaixo assinado, está aqui.

 

A reportagem da BBC faz parte de uma série sobre as relações entre o homem e a natureza. O episódio com as imagens dos índios isolados brasileiros deverá ser exibido na próxima quinta-feira

Tudo o que sabemos sobre:
índiosFunaiAlto EnviraBrasilPeru

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.