Imagem do Judiciário é a melhor possível, diz Mendes

Em visita à Câmara, presidente do STF evita esquentar polêmica, dizendo apenas que episódio com ministro Joaquim Barbosa ?está superado?

Denise Madueño e Mariângela Gallucci, O Estadao de S.Paulo

24 de abril de 2009 | 00h00

No dia seguinte ao pior bate-boca público entre ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente da instituição, Gilmar Mendes, um dos protagonistas da troca de desaforos, junto com o ministro Joaquim Barbosa, disse que "a imagem do Judiciário é a melhor possível".   Assista ao vídeo da discussão no STFMendes esteve ontem na Câmara dos Deputados, onde se reuniu com o presidente da Casa, Michel Temer (PMDB-SP), para tratar do chamado pacto republicano - conjunto de iniciativas para evitar abusos de autoridades. Em entrevista rápida, o ministro evitou falar sobre o episódio de ontem no plenário do Supremo. "Sobre isso não vamos falar. Isso está superado", afirmou.Questionado se havia uma crise institucional ou se a imagem do Supremo estava arranhada, Mendes respondeu: "Não há crise. Não há arranhão. O tribunal tem trabalhado muito bem. Nós temos tido resultados expressivos. A imagem do Judiciário é a melhor possível".Gilmar Mendes completou ontem um ano de mandato como presidente do Supremo. Não houve nenhuma cerimônia ou comemoração pública. A tradicional sessão plenária de julgamentos, que deveria ter ocorrido ontem, foi cancelada por causa do bate-boca de quarta-feira. Na ocasião, Barbosa disse que Mendes estava destruindo a credibilidade da Justiça e que não deveria se dirigir a ele como faz com "capangas".Ministros do STF avaliam que os problemas de relacionamento entre os dois vêm desde a época em que os dois integravam o Ministério Público Federal. Mendes sempre fez críticas à instituição, enquanto Barbosa a defende.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.