Igreja não autoriza ato do ''''Cansei'''' dentro da Sé

A cúpula da Igreja Católica não permitiu a realização, amanhã, de um ato público liderado pelo Movimento Cívico pelo Direito dos Brasileiros, conhecido como Cansei, na Catedral da Sé, em São Paulo. O Vicariato da Comunicação, órgão de imprensa da Arquidiocese de São Paulo, disse em nota que o ato não está autorizado por não se tratar de celebração religiosa."A Igreja participou do ato inter-religioso em homenagem às vítimas do acidente da TAM e rezou as missas pedidas pelas famílias", afirmou o padre Juarez Fernandes, representante do Vicariato, que consultou d. Odilo Scherer, arcebispo de São Paulo. O religioso havia dito, anteontem, que não estava a par nem autorizou o ato. A manifestação prevê um minuto de silêncio em solidariedade às vítimas do acidente e o toque do Hino Nacional nas escadarias da Sé. Luiz Flávio Borges D?Urso, presidente da OAB-SP e um dos idealizadores do Cansei, disse que, diante da negativa da Igreja em autorizar o ato dentro da catedral, a manifestação ocorrerá do lado de fora. "Não sei qual a razão para a negativa, mas trabalhávamos também com essa hipótese."A programação prevê cerimônia ecumênica, às 12h30, e um minuto de silêncio, às 13 horas. O arcebispo não quer que a celebração se confunda com apoio oficial da Igreja ao Cansei, que o governo acusa de só ser composto por seus opositores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.