Igreja cobra posição do governo contra o latifúndio

A Comissão Pastoral da Terra (CPT) divulgou nesta quinta-feira um documento no qual reivindica do governo federal "uma postura clara e contumaz a favor da reforma agrária, contra o latifúndio, pelo limite da propriedade e pela democratização da estrutura agrária brasileira".Para que a reforma possa avançar, segundo o texto, é necessária a revogação da medida provisória que proíbe vistorias do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em terras invadidas pelos sem-terra. Ela faria parte do "entulho autoritário" que opresidente Luiz Inácio Lula da Silva teria herdado do governo anterior.O documento foi divulgado no encerramento da 16ªAssembléia da CPT, que se realizou em Goiânia, com a presença de 90 agentes pastorais de todo o País. A CPT é vinculada à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Agencia Estado,

03 de abril de 2003 | 22h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.