Idoso era mantido sob escravidão em cidade no Paraná

A Polícia Militar de Santo Antônio da Platina, no Norte do Paraná, libertou nesta quarta-feira o idoso Albertino Paulino da Silva, de 60 anos, que vivia dentro de um sítio sob condições subumanas dentro de um chiqueiro. Albertino foi levado para um hospital da região onde foi medicado e encaminhado para um asilo de idosos na própria cidade. Segundo seu relato aos policiais, ele era mantido na casa havia sete anos e apanhava quando não tinha condições de trabalhar. O comandante do 1º Batalhão da PM em Santo Antonio da Platina, Antonio Carlos de Moraes, disse que o casal Francisco Martins Neto e Terezinha de Fátima, responsáveis pelos maus-tratos a Albertino, responderá pelas acusações de maus tratos, estelionato e trabalho forçado. Francisco, porém, já está preso. Ele foi detido por porte ilegal de arma de uso permitido. Albertino acusou o casal ainda de se apropriar de sua aposentadoria relativa a um salário mínimo. "Foram realizados dois empréstimos nos valores de R$ 1,7 mil e de R$ 350,00 para serem descontados da aposentadoria de Albertino. "O casal alegou que o dinheiro serviu para comprar uma casa para Albertino, mas quem utiliza a casa são os familiares do casal", disse o comandante. "Todos ficamos chocados com a situação em que ele foi encontrado, mas agora passará por uma avaliação clínica e psicológica também", concluiu.

Agencia Estado,

26 Janeiro 2007 | 20h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.