Ideli promete proximidade com os deputados

Um dia depois de ser criticada por líderes aliados na Câmara, a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, prometeu maior proximidade com os deputados e presença assídua na Casa. Pela manhã, ela visitou o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), e à tarde, se reuniu com a bancada de deputados de Santa Catarina, Estado por onde exerceu seu mandato de senadora, na sala da liderança do governo.

DENISE MADUEÑO, Agência Estado

15 de junho de 2011 | 20h55

Apesar da disposição, demonstrou prudência ao tratar da liberação dos recursos de emendas parlamentares destinadas a obras nos municípios, uma das principais cobranças da base, em conjunto com o preenchimento de cargos no segundo e terceiro escalões do governo por indicados dos partidos.

"O desejo é sempre muito maior do que a possibilidade concreta", disse. Ela sinalizou que a liberação será "dentro das possibilidades", levando em conta o fato que o governo não poderá comprometer o esforço de manter a situação econômica sob controle. "Esse rigor (das medidas adotadas) está surtindo efeito, e não pode ser modificado. Todos temos de ser responsáveis", disse a ministra, depois de visitar o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS).

"A expectativa de todos é que haja um calendário de desembolso dos recursos destinados aos municípios", disse Maia. Para ele, a ministra foi cuidadosa ao tratar do tema, porque não pode fazer promessas que não poderão ser cumpridas. Os líderes aliados já deixaram claro à ministra que esperam agilidade na liberação dos recursos. Em reunião ontem com a ministra, o líder do PMDB, Henrique Eduardo Alves (RN), foi aplaudido ao fazer cobranças.

Tudo o que sabemos sobre:
IdeliCongressoemendas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.